Como havia prometido por ocasião da mudança do layout do blog, escrevo sobre o processo de criação da nova ilustração do cabeçalho do SaposVoadores.net .

Criei o blog em dezembro de 2006 e desde então venho ensaiando quando é que vou efetivamente produzir tirinhas com os Sapos Voadores. Tendo mantido rabiscos na gaveta, só em 2008 postei a primeira imagem de um deles, o Tim, animado pela proposta chamada “Blogagem Inédita” lançada pelo Interney.net. Tempos depois acabei usando uma outra ilustração de arquivo pra montar o cabeçalho do blog e outra em janeiro deste ano. Mas desta vez queria produzir um desenho novo.

Batman e Robin, por Frank Miller

Há algum tempo me surgiu a vontade de produzir alguns desenhos da dupla inspirados em imagens referenciais das histórias em quadrinho e cinema. Não tinha colocado em prática, mas coletei algumas enquanto reunia fotos dos atores e HQs para o post sobre um possível filme da Liga da Justiça. O Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller, é uma das 10 HQs que mudaram minha vida, nada mais natural que estivesse na seleção. Tinha que ser uma cena com os dois sapos, de modo que a dupla dinâmica seria um bom ponto de referência.

Escolhi esta clássica cena de Miller e comecei a rabiscar Tim e Tom. Mas fiz separados, como podem ver no rascunho acima (dá pra clicar em cima e ampliar a imagem.
Coloquei os rascunhos no scanner, pois estava disposto a documentar o passo a passo da ilustração. Fiz um primeiro teste e decidi partir direto para a finalização digital, usando uma pequena tablet com caneta digital no lugar do mouse (não confundir com Ipad e afins). Não tenho lá muita habilidade nisso, então optei pelo uso do Inkscape, programa gratuito de ilustração à base de vetores que de certa forma “corrige” as tremidas da minha mão e é prático por ser digital, dando um melhor acabamento que se eu finalizasse à mão.

Finalizei separadamente Tim e Tom. E não pensem que foi fácil pra mim, pois tenho pouca prática nisso. Mesmo tendo feito aulas de desenho na vida, sempre tive preguiça, de modo que não considero meus traços profissionais.

Não consegui achar uma boa forma de colorizar os desenhos com o Inkscape, então parti pro Gimp, outra ferramenta gratuita de edição de imagens com a qual estou mais familiarizado (guarda certa semelhança na parte básica do Photoshop). Montei o desenho como eu queria e dei início à colorização. Esta, bem básica, também não domino altas técnicas pra colorir. Mas acho que cumpriu o papel.
Ah, claro, não pensem que foi rápido não. O processo levou alguns dias das minhas férias (e ainda demorou um pouco mais do que o normal porque não me dediquei apenas a esta atividade). Mas me diverti e ainda consegui deixar o cabeçalho do blog com uma imagem bem mais dinâmica que a que estava antes. E deu uma animada pra produzir outras e, quem sabe, talvez finalmente tenha fôlego, disposição e paciência pra criar a tira com os amigos esverdeados.
A imagem final é esta abaixo. Depois foi só adaptar ao cabeçalho e partir pro abraço!
Bom, espero que tenham gostado do post, eu com certeza me diverti bastante criando a imagem e este texto. Gostou, não gostou? Deixe um comentário!
Do rascunho à arte final: a nova ilustração dos Sapos Voadores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *